Digitalks Fortaleza-CE 2013 - Palestra de W. GabrielEm agosto de 2013, aconteceu mais uma edição do já tradicional Fórum de Marketing Digital Digitalks, que reúne diversos profissionais da área de marketing, comunicação, internet e afins para assistir apresentações e participar de discussões envolvendo novas estratégias e tecnologia.   Na ocasião, fui convidado para participar do evento com uma rápida palestra sobre como aproveitar os recursos da internet para vender produtos que não necessariamente estão à venda pela internet. Após a palestra, fui convidado a participar de um debate sobre novidades da internet na área de negócios e de marketing, sobretudo campanhas inovadoras e dicas que um investidor em marketing digital não pode deixar de saber. buy essay cheap click to see more cheap custom essays non plagiarized research papers and essays O evento contou ainda com diversos profissionais de empresas renomadas brasileiras e também excelente professores locais.

O Quartel Digital traz a Fortaleza-CE boas novidades sobre treinamentos, palestras e e-books na área de marketing digital. Seguindo sua filosofia de primar pela organização de tudo que realiza e trazer sempre excelentes professores, o centro de capacitação Quartel Digital reuniu para o segundo semestre de 2013 uma diversidade de cursos, webinars, workshops, e-books e outros momentos para movimentar a região. De antemão, reafirmo que é sempre um prazer fazer parte do grupo de professores e escritores dessa empresa que vi nascer literalmente na mesma sala em que eu estava, vi crescer com garra e excelentes diferenciais de profissionalismo e hoje marca boa parte no mercado brasileiro com seus treinamentos sempre em busca da excelência. Parabéns ao Quartel Digital. E que venha o segundo semestre de 2013. Veja a seguir algumas das iniciativas do Quartel Digital para o segundo semestre de 2013.

É comum encontrarmos em livros de marketing, além de textos sobre planejamento estratégico e mix de marketing, algo falando também do mix de comunicação e suas ferramentas. Ao pensarmos nas mídias sociais, facilmente caímos no dilema sobre qual tipo de comunicação dentro do mix esse meio está, se ele é marketing direto, propaganda, evento de experiência, dentre outros. O fato é que o conhecido mix de comunicação, tão divulgado sobretudo por Kotler e Keller, não é uma classificação de ferramentas, mas de estilos de uso das diversas ferramentas. Por isso, essas classificações comunicacionais podem nos ajudar a montar um paralelo entre as diversas ações digitais e suas formas de trabalho. Veja a seguir uma apresentação que desenvolvi para a UFC - Universidade Federal do Ceará, em julho de 2013, exatamente sobre a integração das mídias sociais com o mix de comunicação. De antemão, meus agradecimentos à professora da UFC Sílvia Belmino pelo convite.

Uma das principais dúvidas das empresas que sentem a necessidade de fazer publicidade é onde anunciar para alcançar grande impacto. São tantos espaços de mídia disponíveis, inclusive com a explosão da internet, que este trabalho de escolha da melhor mídia se tornou bastante especializado. O risco de aplicar mal o investimento em publicidade e não ter o retorno esperado justifica a busca por especialistas em mídia. Através de um olhar especializado e de uma boa estratégia de penetração no imaginário e na memória do target, ações publicitárias nem tão mainstream assim podem se tornar uma grande sacada.

Uma das maiores dúvidas para quem trabalha marketing digital é se o Google indexa o Facebook. Nas minhas aulas e palestras, esta é uma pergunta sempre presente. Isso porque muita gente publica conteúdo em perfis e páginas do Facebook, não em seus sites e blogs. Esta ação não é prejudicial para a indexação no Google? Não é ruim para SEO - Search Engine Optimization? Vejamos como o Google indexa ou não conteúdos publicados, por exemplo, em posts, comentários, notas e grupos do Facebook. Saiba como fazer SEO para Facebook e jogar com o Google a seu favor.

Uma manifestação social é uma apropriação do povo sobre poder de gritar visando a uma mudança naquilo que posto está. Se compararmos com o universo da internet, é possível enxergarmos o mesmo comportamento de apropriação sobre o poder de gritar. Talvez por isso, apesar de contrário a muitas forças tradicionalistas, a internet potencializa a força das multidões. E durante um movimento de protesto nas ruas, a internet se tona os braços estendidos e atemporais dessa manifestação.

A ameaça à liberdade da internet muitas vezes é cruzada com o receio de empresas e governos sobre segurança cibernética. As discussões sobre marcos regulatórios e leis específicas envolvendo a internet não é uma pauta recente. Aqui mesmo neste blog já conversamos sobre projetos como SOPA, PIPA, ACTA, Marco Civil e Lei Azeredo. Agora surge uma nova sigla que tenta, mais uma vez, estabelecer regras que envolvem a internet e suas dinâmicas: a CISPA. Saiba mais sobre tema.

Google e França fecham acordo sobre Notícias e ImprensaUma das notícias mais repercutidas envolvendo economia mundial e internet foi o acordo entre Google e França acerca da indexação de conteúdos jornalísticos produzidos pela imprensa francesa. Para comentar o caso e seus impactos, o jornal O Povo – através da jornalista Raphaelle Batista - procurou os professores Riverson Rios, da Universidade Federal do Ceará, e W. Gabriel de Oliveira, da Universidade de Fortaleza. Os depoimentos geraram a matéria "Acordo com google é alerta em nível mundial". Veja aqui um artigo de opinião com mais algumas visões sobre dessa decisão que envolveu em torno de € 60 milhões, cerca de R$ 161 milhões.

Participei recentemente do programa Conectado, da TV O Povo. Com apresentação de Arenusa Goulart e produção de Letícia Lopes e Natanael Oliveira, o programa traz debates e novidades do mundo tecnológico. Em minha participação, conversamos sobre o macroambiente digital, a necessidade de formação constante, as principais características dos profissionais de mídias digitais, algumas tendências e os desejos das empresas no que tange a internet. Veja o programa completo.

Muitos já imaginavam o tamanho do impacto brasileiro sobre as mídias sociais em relação ao resto do mundo. Mas foi o que mostrou a pesquisa da KPMG International no começo de 2013. Ao lado do Brasil, China e Cingapura também apontam como os mais envolvidos nas mídias sociais. Depois de quase um mês da divulgação da pesquisa, é interessante olharmos para esses resultados com diversas reflexões. O que tais constatações podem contribuir para nosso pensamento sobre as mídias sociais? É o que veremos um pouco a seguir.

Como a marca da sua empresa é percebida pelo mercado? Essa deveria ser uma pergunta constante de qualquer organização corporativa. Saber o que seus clientes e formadores de opinião pensam sobre sua empresa pode ser o divisor entre ir direto para o declínio ou crescer vertiginosamente. Foi sobre esse tema que conversei com a jornalista Teresa Fernandes, do jornal O Povo, para a matéria ‘Mostre sua nova cara ao mercado’. Toda sua estratégia publicitária e de relacionamento, inclusive via internet, precisa considerar tais percepções. Confira mais a seguir.

Citei em alguns espaços online o que vejo de tendência para 2013. Minha previsão para o ano novo no mundo digital não é de ferramentas e metodologias inovadoras nem de serviços revolucionários. A questão atual que vejo é anterior a qualquer técnica, intrínseca ao próprio usuário: sua postura nas redes sociais da internet e a consciência sobre as consequências dessa escolha.

Oscar Niemeyer Oscar Niemeyer fez uma curva em seu tempo através de arte e concreto. Morreu Oscar Niemeyer aos 104 anos como ícone mundial, assim como ícones foram suas artes arquitetônicas.  Mas sabe por que é tão falado, polêmico, marcante e reconhecido como brasileiro? Como marca de um tempo e de uma arte, que tanto valorizo, seguem minhas palavras em homenagem a este ícone.