Redes sociais – está na hora de atualizar seu perfil

Compartilhe com seus amigos

Nas mais recentes palestras em que participei, resolvi abordar um pouco do mundo que me invadiu nos últimos meses: o mundo mobile. Dados de comportamento, números de aumento, estatísticas, pesquisas e perspectivas foram os assuntos recorrentes em minhas falas. Obviamente, Facebook, iPhone e Android tiveram participação marcante. Segue, então, uma das apresentações recentes que realizei em algumas faculdades e eventos – neste caso, dentro do Ciclo de Debates da Infobrasil 2011.


Redes Sociais, mídias sociais, números e estatísticas na Infobrasil 2011

As falas abordaram redes sociais em sua perspectiva de:

  • Inovação;
  • Modelos de negócios;
  • Avanços tecnológicos móvel e flutuante;
  • Tendências;
  • Oportunidades; e
  • Tecnologias interativas nos sites de redes sociais.

A ideia é interpretar Redes Sociais como agrupamentos de pensamentos, não apenas como agrupamento de pessoas. A visão de agrupamento de pensamentos é complementar ao agrupamento de pessoas, mas com a diferença de não precisar de contato real entre as pessoas, nem que elas se conheçam. Basta que elas apenas pensem dentro do mesmo conceito, de maneira a formar uma cadeira construtiva na mesma ideia, sem a obrigatoriedade de terem se falado um dia. Eles não precisam se conhecer, nem saber que o outro existe, muito menos participar dos mesmos espaços. Essa convergência de pensamento existe muitas vezes pelo momento, pelo meio ou por exemplos comuns – ou simplesmente por coincidência. Mas quem conseguir perceber essa convergência a tempo e se antecipar a elas em seu nicho, dará um grande passo ao sucesso.

Nessa visão, as mentes estarão em rede, mediadas muitas vezes por tecnologia como ferramenta que otimiza ações. Com esse pensamento, há o convite a inovar, empreender, avançar e aproveitar as ondas que nos cercam.

A partir desse pensamento, fazer benchmark é essencial. São comportamentos como esse que fizeram surgir alguns dos sucessos da Internet no Brasil, por exemplo. Com essa ideia, criações de outros países, como compras coletivas, puderam ser adaptadas para o Brasil; números de crescimento da rede em outras regiões embasaram ações locais; pensamentos aparentemente soltos conseguiram ser comparados com outros cases pelo mundo e apostados na região natal. Enfim, saber que pensamentos podem também se agrupar e se complementar, e não somente pessoas, leva-nos a um outro patamar de reflexão e empolgação para novas ações.

Com vocês, então, alguns números e reflexões que apresentei nas recentes palestras: Redes sociais – está na hora de atualizar seu perfil


Compartilhe com seus amigos
W. Gabriel
wgabriel@daniellima.com

Mestre em administração com pesquisa em Marketing, professor de MBA em 7 estados do Brasil e em Portugal, consultor empresarial com especialidade em Marketing Digital, ex-orientador do CNPq para projetos de inovação junto ao Sebrae, premiado nas áreas de inovação e empreendedorismo em nível nacional e autor do blog wgabriel.net.